Exercício na hérnia

Exercício na hérnia

É indicado exercício para a hérnia de disco lombar?

Exercícios físicos associados a tratamento clínico por 6 semanas com total de 9 atendimentos mostra melhora de 79% da ciatalgia há menos de 6 semanas decorrente da hérnia de disco lombar
aguda, comparado a 56% no tratamento clínico isolado após 52 semanas avaliado pela escala “Global Perceived Effect” (GPE) (RRA= 0,232; IC 95% = 0,079 a 0,385; NNT = 4 IC 95% = 3 a 13).

O programa de exercícios físicos consiste em exercícios terapêuticos, excluídas modalidades passivas como técnicas de manipulação ou aplicação de meios físicos, associado a informação e orientação sobre hérnia de disco lombar.

Tratamento clínico comtempla também orientação sobre a doença além da prescrição de medicações analgésicas se necessário baseado no consenso de “Dutch College of General Practioners (1996)”25 (A).
Pacientes com incapacidade grave, medida pela escala de “Roland Morris Disability Questionaire” (RDQ), com RDQ ≥ 17, tiveram melhora de 84% comparados a 53% do tratamento clínico isolado
após 52 semanas .

Exercício na hérnia intensivo iniciado 4 semanas após cirurgia lombar melhoram a incapacidade em após 6 meses, comparados a 46,6% melhora com exercícios leves domiciliares, orientados pelo terapeuta e com consultoria a cada 2 semanas. Há melhora também de 61,7% no VAS (p = 0,04) com exercícios intensivos comparados a 35,7% com exercícios leves domiciliares. O treinamento intensivo consiste de exercícios de fortalecimento musculatura lombar, abdominal e de membros inferiores, sem intervenção manual do fisioterapeuta, 3 vezes por semana por 8 semanas. Após 12 meses da cirurgia não há diferença estatisticamente significante entre os tratamentos.

Utilizando questionário “Multidimensional Pain Inventory” (MPI), que considera comportamento psicossocial do indivíduo em relação a dor crônica, há melhora significativa aos 3 meses de
pós-operatório (p = 0,02) e aos 12 meses (p = 0,02) com treinamento intensivo iniciado 1 dia após a cirurgia, intensificado 6 semanas após e finalizado com 12 semanas em relação a exercícios leves, sugerindo que o treinamento intensivo e de inicio breve tem um efeito positivo em como os pacientes lidam com a dor. O treinamento intensivo inclui exercícios para aumento da amplitude de movimento do tronco e pernas e fortalecimento dos extensores da coluna com 17 a 21 minutos a mais por sessão que o programa de exercícios leves. Este último seguiu treinamento com exercícios focados no fortalecimento
da musculatura abdominal de leve intensidade. Não há diferença no VAS em até 12 meses após os tratamentos.

Programa de exercícios supervisionado de mobilidade lombar e dos quadris, estabilidade do tronco, fortalecimento de musculatura lombar, abdomen e das pernas iniciado 3 semanas do pós-operatório
e realizado 1 vez por semana por 8 semanas não mostra diferença em relação a exercício domiciliares, orientados por fisioterapeuta a aumentar progressivamente o número de repetições e disponível a
sanar dúvidas com atendimento pessoal se necessário, medido por meio de questionário de dor e incapacidade “Oswestry Disability Index” (ODI) em até 12 meses do pós-operatório (p = 0,09).

Exercício na hérnia em casa mostram melhora significativa da dor e da qualidade de vida em relação a exercícios supervisionados (p = 0,04). Porém este último programa mantêm pacientes mais ativos 12 meses após a cirurgia e mais satisfeitos com o tratamento 3 meses após.

Vale ressaltar ainda que exercícios intensivos iniciados 30 dias do pós-operatório de discectomia 1,5 hora por sessão 3 vezes por semana por 8 semanas, é mais benéfico que exercícios domiciliares
na melhora da dor medida por VAS (p < 0,001) e na melhora da incapacidade (p < 0,01) medida pela escala “Modified Oswestry Disability Index” imediatamente após o fim do tratamento.

 

Exercício na hérnia - Tratamentos da Hérnia Discal Exercício na hérnia – Tratamentos da Hérnia Discal

Recomendação
Programa de exercícios físicos associado a tratamento clínico por 6 semanas é melhor que tratamento clínico isolado na melhora da ciatalgia e da incapacidade na hérnia disco lombar aguda há menos de 6 semanas. Exercícios físicos intensivos e de inicio breve no pós-operatório é mais eficaz que exercícios domiciliares na melhora da incapacidade e do VAS, porém exercícios domiciliares podem ser eficazes se bem orientados por terapeutas capacitados e disponíveis a esclarecer dúvidas ao longo do tratamento.

Partilha nas redes sociais
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •